terça-feira, agosto 08, 2006

EPI PARA INDUSTRIA ALIMENTICIA

Recomendações para uso de uniformes (jalecos, tocas, aventais),luvas, máscaras etc, em serviço de alimentação segundo Associação Brasileira das Empresas de Refeições coletivas(ABERC)

UNIFORMES

¨ Usar uniformes (roupas e aventais)de cor clara
São mais perceptíveis para identificar manchas de resíduos alimentares e a necessidade de trocá-las.
Quanto ao tecido a ser usado ,o resultado melhor que se chegou é de uma mistura entre o algodão natural e fibras de poliéster. Para roupa pessoal ,67% de poliéster e 33% de algodão. São mais leves ,permitem melhor ventilação e os 33% de algodão permitem boa absorção de suor. Quanto mais elevada a porcentagem de fibras sintéticas na composição da roupa, menos conforto apresenta pela não absorção do suor.
Não se desgasta com facilidade e não descora
É este tecido o mais favorável para evitar a proliferação da contaminação , pois o poliéster é liso e não permite a adesão de bactérias.
As fibras de poliéster têm uma resistência 100% superior às de algodão puro, e durando mais, exigem menor capital de giro.
A natureza e estrutura das fibras não favorecem a fixação da sujeira, desta forma gastam menos quantidade de detergente na lavagem , empregando-se menor tempo na lavagem, secagem e passagem.(MEZZOMO,1992)

¨ Uniformes devem ser mantido limpos, bem passados e trocados diariamente.

¨ Conservar o vestuário em bom estado, sem rasgos, partes descosturadas ou furos durante o trabalho.

¨ Quando o trabalho propiciar que o uniforme se suje rapidamente, recomenda-se o uso de avental plástico para aumentar a proteção contra a contaminação do produto.

¨ Não utilizar panos ou sacos plásticos para proteção do uniforme

¨ Para evitar a possibilidade de certos objetos cairem no produto , não é permitido carregar no uniforme canetas , lápis , espelhinhos, pinças , presilhas etc, especialmente da cintura para cima.

¨ Impedir que os funcionários uniformizados sentem-se ou deitem-se no chão , sacarias ou outros locais impróprios.

¨ Roupas e pertences pessoais devem ser guardados em locais próprios e adequados. Não podem ser depositados em lugares onde alimentos ou ingredientes estejam expostos, ou em áreas usadas para limpeza de equipamentos e utensílios, ou sobre equipamentos utilizados no processo.

¨ Os calçados usados durante o trabalho devem ser fechados, impermeáveis e mantidos limpos e em boas condições, não sendo permitido calçados de tecidos ou lonas.

¨ Adotar o uso de meias próprias, isto é, de uso individual , limpas e trocadas diariamente.

¨ Não permitir que qualquer peça do uniforme seja lavada dentro da cozinha

¨ Quando forem usados tampões de ouvido contra ruídos ou óculos protetores, estes devem estar atados entre si por um cordão que passe por trás do pescoço, para evitar que se soltem e caiam sobre o produto.

¨ Manter os cabelos totalmente cobertos e protegidos , através de rede própria , touca, gorro ou similar, não utilizando grampos para fixação das redes , tocas e gorros e protetores de barba/bigode.
Estes equipamentos de proteção devem ser colocados antes do período de trabalho e não ajustados dentro da área de trabalho.

¨ Anéis, brincos, colares, pulseiras, amuletos e outras jóias não são permitidas durante o trabalho, pelos seguintes motivos:
As jóias das mãos não podem ser adequadamente desinfetadas, já que os microrganismos podem se esconder dentro e debaixo das mesmas.
Existe perigo de que partes das jóias se soltem e caiam no produto.
As jóias pessoais apresentam risco para a segurança pessoal e integridade dos produtos e equipamentos
Inclusive aliança.


MÁSCARAS

¨ O uso de máscara para boca e nariz é recomendável para os casos de manipulação direta dos produtos sensíveis à contaminação. Após a recolocação da máscara, proceder à higienização das mãos.
A utilização de máscaras na manipulação de alimentos não é recomendada como um mecanismo de prevenção da contaminação. Após 15 minutos de uso, a máscara torna-se úmida ,agregando as fibras e permitindo a passagem de grande quantidade de microrganismos. Além disso , torna-se extremamente desconfortável , provocando prurido e ocasionando maior contaminação nas mãos, decorrente do ato de coçar. No caso de adoção do uso de máscaras , as mesmas devem ser descartáveis e devem ser trocadas , no máximo ,a cada 30 minutos. Ainda é necessário um intensivo treinamento e conscientização do funcionário quanto à utilidade e uso correto de máscaras.

Os funcionários devem higienizar as mãos adotando as técnicas adequadas de frequência e procedimentos. É importante estimular o hábito de lavar as mãos constantemente durante o trabalho: Deve fazer a higienização das mãos e ante-braços antes do início do trabalho, na troca de atividade, e, especialmente, ao retornar dos sanitários, antes de manipular produtos processados e utensílios/equipamentos higienizados.


UTILIZAÇÃO DE LUVAS

As luvas são utilizadas de acordo com a natureza do serviço, podem ser úteis como proteção do manipulador em relação ao produto manipulado, servindo ainda para melhorar as condições sanitárias do processamento. As luvas devem ser mantidas limpas e em perfeitas condições sanitárias. O fato de usar luvas não significa que o manipulador esteja isento de higienizar e desinfectar as mãos , antes e após o uso das mesmas.

¨ Uso de luvas descartáveis:

A adoção de luvas descartáveis pode ocorrer quando não for possível utilizar utensílios para manipulação e sempre por períodos rápidos. Cabe salientar que será necessário o uso de luvas novas toda vez que retornar a uma função previamente interrompida. Deve-se usar luvas nos seguintes casos:
- Na manipulação dos alimentos prontos para o consumo , que já tenham sofrido tratamento térmico.
- No preparo e manipulação de alimentos prontos para o consumo, que não serão submetidos a tratamento térmico
- Na manipulação de saladas cujas as hortaliças já tenham sido adequadamente higienizadas.
Deve-se dispensar o uso de luvas descartáveis quando estas implicarem em risco de acidente de trabalho, tais como: Manuseio de fornos, fogões, fritadeiras, flambadores, cilindros, masseiras e assemelhados.

¨ Uso de luvas de malha de aço

São indicadas como item de segurança para manipulação de carnes cruas.
Não são indicadas para hortifruti já prontos para o consumo , devido à dificuldade de higienização das mesmas .Quando extremamente necessárias , estas luvas devem ser exclusivas para cada tipo de tarefa, devem ser devidamente higienizadas , se possível, revestidas com luvas descartáveis. Estas são difíceis de manter limpas e desinfetadas por causa do material que são feitas. Por isso após sua utilização, devem ser lavadas com detergente, enxaguadas com água corrente, desinfetadas sob fervura por 15 minutos e guardadas em local limpo e seco específico para este fim.

¨ Uso de luvas térmicas

Estas luvas são utilizadas como item de segurança. Deve-se atentar para adequada higienização das mesmas e deve cuidar para não tocarem os alimentos, quando usadas.

¨ Uso de luvas de borracha
São indicadas para proteção do manipulador. Devem der distintas para cada atividade e mantidas sempre limpas, no desempenho da seguinte tarefa:
-Lavagem de panelas e utensílios
-Coleta e transporte de lixos
-Higienização de tambores e contentores de lixo
-Limpeza de sanitários e áreas de lixo
-Manipulação de produtos químicos.

NOTA:
- Algumas luvas são fabricadas com fibras recicladas , estas não servem para a manipulação de alimentos.
- As luvas rasgadas ou furadas devem ser descartadas porque oferecem risco de vazamento de suor das mãos , que contaminará o alimento com um elevado número de microrganismo.

2 comentários:

juliana disse...

ola...???
Bom achei muito interessnate o artigo ...!!! vou colocar isto com rsferencia no meu trabalho.!!!
parabens!!!
e obrigado pela informacao

Anônimo disse...

OBRIGADA PELA INFORMAÇÃO E POR ME AJUDAR A TERMINAR MEU TRABALHO.